Política
Em Cabedelo, vereadores acusam Vitor Hugo de arrombar a porta da Câmara; prefeito interino apresenta ordem judicial

Publicado em 01/01/2019 14:23

Reprodução

A Câmara Municipal volta a ser palco de escândalos. A Casa, que fechou o ano de 2018 sem votar sequer a Lei Orçamentária de 2019, inicia o novo com alguns parlamentares acusando o prefeito interino, Vitor Hugo de ter arrombado a porta da Câmara.

 

De acordo com o site ParlamentoPB, Vitor Hugo garantiu que teve acesso à Casa através de uma ordem judicial. Vitor já tinha enviado um ofício à presidente da Câmara Municipal de Cabedelo, a vereadora Geusa Ribeiro, solicitando as chaves do prédio para que nesta terça-feira (1º) pudesse ser realizada uma sessão extraordinária na qual seria eleita a nova Mesa Diretora.

O vereador José Eudes declarou que prefeito interino, acompanhado pelo secretário municipal Neto, e por uma ex-funcionária da Câmara, teria ido ao prédio com o intuito de arrombá-lo. Vitor Hugo apresentou à imprensa a ordem judicial concedida pelo juiz Romero Carneiro Feitosa.

A atual presidente da Câmara tentou realizar a eleição da Mesa no ultimo dia 31 de dezembro, mas a sessão não ocorreu por falta de quórum.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

.

PB Agora
com informações do ParlamentoPB

 


APP do SensocriticoPB
Google Play Store Apple App Store