Política Nacional
Esplanada dos Ministérios está pronta para a posse de Bolsonaro
Último ensaio foi feito no domingo Esquema de segurança será reforçado Jornalistas terão circulação restrita

Publicado em 31/12/2018 16:30

Cerca de arame farpado na latral do Pal. do Planalto. Brasilia, 28-12-2018. Foto: Sérgio Lima/Poder360

Parte de baixo da Esplanada dos Ministérios foi cercada por concertina

Os últimos preparativos para a posse de Jair Bolsonaro como presidente da República foram tomados. O último ensaio da cerimônia foi realizado no domingo (30.dez.2018) e o esquema de segurança reforçada está preparado para o evento marcado para começar às 14h.

No domingo (30.dez), o governo realizou o último ensaio da cerimônia completa, inclusive dentro do cronograma previsto para o 1º de janeiro.

Apoiadores do futuro presidente compareceram ao evento carregando bandeiras do Brasil e roupas com a estampa do militar. Veja uma galeria de imagens feitas pelo fotógrafo do Poder360Sérgio Lima:

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

SEGURANÇA FOI REFORÇADA

A Esplanada será interditada de 0h do dia 30 de dezembro até 8h de 2 de janeiro. Pedestres só poderão acessar por entradas próximas à rodoviária e ainda terão de passar por 4 linhas de revista pessoal.

Haverá 5 entradas para carros, mas apenas os credenciados, como os de autoridades.

A estimativa de público é de 250 mil a 500 mil pessoas.

Nos últimos dias de preparativos para a posse, soldados do Exército cercaram a parte de baixo da Esplanada dos Ministérios por concertina, 1 arame farpado com lâminas. Outras áreas, em torno dos ministérios, também foram cercadas.

A área onde Jair Bolsonaro fará o tradicional desfile no Rolls Royce, da Catedral de Brasília até o Congresso Nacional, foi cercada para demarcação do trajeto e proteção do presidente. A população que for assistir ao evento deverá ficar atrás das grades.

A área também foi isolada por paredes de ferro, para impedir a entrada de pessoas por outro meio que não passe pelas revistas.

Veja fotos dos locais feitas pelo fotógrafo do Poder360Sérgio Lima:

CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO

Segundo a FAB (Força Aérea Brasileira), também foram planejadas ações de reforço na defesa aérea e no controle de tráfego aéreo. Caças sobrevoarão a área de segurança delimitada para impedir que aeronaves não autorizadas se aproximem.

Pelo planejamento haverá áreas de exclusão com 3 níveis de restrição. Nesses locais, somente aeronaves autorizadas irão sobrevoar.

RESTRIÇÕES PARA OS JORNALISTAS

Pela 1ª vez os jornalistas que trabalharão na cobertura da posse do presidente eleito não poderão transitar livremente pela Esplanada dos Ministérios. Entrevistas com os cidadãos que comparecerem à cerimônia são proibidas na maior parte dos espaços aos quais a população terá acesso.

Mesmo credenciados, os jornalistas não poderão acompanhar todas as etapas da posse, que passará por diferentes locais, começando em frente à Catedral de Brasília e terminando com uma cerimônia no Palácio Itamaraty. Os repórteres que estiverem no Congresso Nacional, por exemplo, não poderão acompanhar o discurso no Palácio do Planalto.

Além disso, o acesso à Esplanada estará restrito. Os jornalistas só poderão acessar as áreas de cobertura por meio do transporte oficial do governo, que partirá do centro do governo de transição, no CCBB (Centro Cultural de Banco do Brasil) de Brasília.

Apesar de os eventos da posse começarem às 14h45, a organização exige que os profissionais de imprensa estejam às 7h30 no CCBB. A cerimônia no Itamaraty está prevista para terminar às 21h. Os profissionais credenciados para cobri-la terão uma jornada de trabalho de mais de 14 horas se cumprirem à risca os horários determinados pela equipe organizadora da posse.

Eis o documento com o cronograma dos jornalistas. De acordo com a equipe de Jair Bolsonaro (PSL), as medidas foram elaboradas para reforçar a segurança do local.

SAIBA O QUE NÃO PODE LEVAR

Pessoas que assistirem à posse poderão levar pacotes pequenos de alimentos, como biscoitos e salgadinhos. Ambulantes não serão permitidos.

Serão disponibilizados ao longo da Esplanada postos de atendimento médico e de oferta de água, além de telões.

Itens como mochilas, bolsas e carrinhos de bebê não poderão passar pela revista dos policiais.

Eis os itens que não serão admitidos para quem quiser assistir à posse da Esplanada:

  • garrafa;
  • guarda-chuva;
  • fogos de artifício;
  • apontadores laser;
  • animais;
  • bolsas e mochilas;
  • sprays;
  • máscaras;
  • produtos inflamáveis;
  • armas de fogo;
  • objetos cortantes;
  • drones;
  • carrinhos de bebê.

COMO SERÁ A CERIMÔNIA DE POSSE

A previsão é da saída de Bolsonaro da Granja do Torto às 15h em direção ao Palácio do Planalto. Haverá 2 paradas: na Catedral e no Congresso, onde será recebido pelos presidentes das duas Casas.

Às 20h ele participará de 1 baile de gala no Palácio Itamaraty.

A Polícia Militar vai mobilizar cerca de 2.600 homens para trabalhar na região central da cidade. Outros 350 militares do Corpo de Bombeiros e 36 agentes do Departamento de Trânsito também atuarão na operação.

A Esplanada será interditada do dia 30 de dezembro às 8h do dia 2 de janeiro. Os pedestres só poderão acessar por entradas próximas à rodoviária e passarão por 4 linhas de revista pessoal, com detector de metais.

São esperadas de 250 mil a 500 pessoas.

Eis o cronograma:

  • 14h15 – Bolsonaro deixa a residência oficial da Granja do Torto, onde passará a virada do ano com a família
  • 14h45 – Chegada à Catedral de Brasília, onde deve entrar no Rolls Royce para o desfile até Congresso Nacional
  • 14h50 – Chegada ao Congresso
  • 15h – Abertura da solenidade de posse no plenário da Câmara dos Deputados
  • 16h – Hino Nacional, salva de tiros e revista às tropas
  • 16h20 – Deslocamento para o Palácio do Planalto
  • 16h30 – Pronunciamento à nação
  • 18h15 – Fotografia Oficial
  • 18h25 – Chegada ao Palácio do Itamaraty para recepção de autoridades

 

Bolsonaro passará pela Catedral (1), Congresso Nacional (2), Palácio do Planalto (3) e Palácio Itamaraty (4)Reprodução/Google Maps

Veja fotos do preparativos e chegada de Bolsonaro à Brasília feitas pelo fotógrafo do Poder360Sérgio Lima:


APP do SensocriticoPB
Google Play Store Apple App Store