Política
Nove deputados, sendo oito estaduais e um federal têm ou já tiveram a Covid-19

Publicado em 24/11/2020 19:05

Reprodução

Pelo menos nove parlamentares paraibanos já entraram ou estão na lista dos políticos infectados pelo coronavírus. Destes, oito são deputados estaduais e apenas um é deputado federal.

Na Câmara Federal, a deputada Edna Henriques (PSDB), única mulher representante na bancada paraibana, foi o alvo. Ela a filha, a médica Micheila, e o esposo, deputado João Henrique (PSDB) foram diagnosticados com a doença logo após a campanha eleitoral.

Na Assembleia, além do deputado João Henrique, já tiveram a Covid-19 os seguintes parlamentares: Ricardo Barbosa (PSB), cuja alta foi dada na semana passada. Ele passou quase 15 dias internado; Branco Mendes (Podemos); Camila Toscano (PSDB); Raniery Paulino (MDB);  Wilson Filho (PTB); Júnior Araújo (Avante) e Taciano Diniz (Avante). O deputado Felipe Leitão, também do Avante, chegou a entrar na linha dos suspeitos de contágio, mas o exame deu negativo.

Essa semana, por orientação do Departamento Médico, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB) determinou a suspensão do trabalho presencial na Casa após mais de 30 servidores serem diagnosticados com a Covid-19.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Adriano Galdino

O presidente avaliou o momento atual como delicado e ressaltou que o novo coronavírus possui rápida transmissibilidade, “tornando-se capaz de contaminar um alto número de pessoas ao mesmo tempo”, o que pode desestabilizar o sistema de saúde. “A medida visa proteger a saúde dos servidores”, afirmou.

O presidente acrescenta que a Casa tem o compromisso de preservar a saúde dos seus servidores, assim como, dos cidadãos e da sociedade, “através da adoção de medidas que visam prevenir e conter a propagação do coronavírus”.

Adriano Galdino disse também que o retorno das atividades presenciais irá “depender do comportamento dos indicadores epidemiológicos e, caso haja constatação de novos casos de contaminação de servidores, a suspensão das atividades administrativas presenciais poderá ser prorrogada”.

 
 

 

PB Agora


APP do SensocriticoPB
Google Play Store Apple App Store