Política
PRB ratifica apoio a Cartaxo em João Pessoa e ameaça ascensão de Lindolfo Pires à Assembleia; entenda
Em reunião realizada nesta sexta-feira (22), o diretório municipal do PRB ratificou apoio ao prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo.

Publicado em 23/02/2019 19:58

Reprodução

Em reunião realizada nesta sexta-feira (22), o diretório municipal do PRB ratificou apoio ao prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo. A decisão pode repercutir no âmbito estadual, já que o Palácio da Redenção articula uma forma de levar de volta à Assembleia Legislativa da Paraíba o ex-deputado e suplente de parlamentar Lindolfo Pires (Podemos).

O vereador Bispo José Luiz Gonçalves, presidente municipal da sigla, integra a base do prefeito na Casa Napoleão Laureano e, de acordo com o que foi decidido na reunião dessa sexta, o presidente declarou que o PRB não pretende fazer oposição ao gestor municipal. “Não há a mínima intenção de rompermos com o executivo municipal, do qual fazemos parte de sua base de sustentação na Câmara Municipal de João Pessoa, queremos continuar caminhando com o prefeito Cartaxo como temos feito há mais de 9 anos. Nós elegemos Cartaxo desde a primeira eleição dele, hoje estou vereador, sou da base do prefeito e meu partido apoia a gestão municipal”, argumentou o vereador.

Só que para levar o ex-deputado Lindolfo Pires à Casa Epitácio Pessoa, a base do governo João Azevêdo acabará favorecendo o partido aliado de Cartaxo. O PRB é a sigla do primeiro suplente na coligação, o também ex-deputado Jutaí Meneses.

A ascensão de Lindolfo aguarda ainda alguns cenários para se concretizar. Em breve, o governador João Azevêdo (PSB) deverá reunir-se com o deputado Hervázio Bezerra, do PSB, vai deflagrar as articulações que visam abrir espaço para o regresso de Lindolfo Pires (Podemos) à Casa.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Lembrando que a licença de Hervázio, ou até mesmo sua ida para algum cargo na gestão Azevêdo, por mais que favoreça um partido oposicionista, seria uma retribuição ao gesto de Lindolfo em 2015, quando o parlamentar ausentou-se da Casa para a ascensão de Hervázio.

 

PB Agora


APP do SensocriticoPB
Google Play Store Apple App Store