Brasil
Mortes em confrontos policiais sobem 135% em seis anos
Anuário de Segurança Pública do Estado aponta que de 2012 a 2018 o número de mortes em confrontos com a polícia mais do que dobrou

Publicado em 01/02/2019 17:28

Reprodução

Do ano de 2012 até 2018, o número de mortes ocorridas em confrontos policiais na Paraíba subiu 135%, partindo de 14 no primeiro ano da série histórica para 33 no ano passado. O Portal Correio teve acesso a uma versão do Anuário da Segurança que não foi divulgada pela Secretaria de Comunicação do Governo da Paraíba.

Diferente da “versão simplificada” com apenas 30 páginas, divulgada nessa quinta-feira (31), e que traz apenas números positivos da gestão, o documento a que tivemos acesso tem 132 páginas e traz uma quantidade bem maior de dados sobre a segurança no estado.

Segundo essa versão maior do documento, dentro da série histórica, apenas no ano de 2015 houve redução no número de mortes nesse quesito, tendo sido registrados 15 óbitos. Nos anos seguintes, os números apenas cresceram, sendo 2018 o que teve mais crimes violentos letais intencionais (CVLI) relacionados à atividade policial na Paraíba.

No mesmo período avaliado, as mortes de policiais em confrontos variaram pouco, entre zero e duas mortes por ano, tendo 2018 registrado apenas uma.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Confira o gráfico abaixo:

 

Fonte: Anuário Brasileiro da Segurança Pública 2018

O anuário ainda destaca um ranking das menores taxas de morte por confronto policial por grupo de 100 mil habitantes nos estados brasileiros em 2017. Conforme a tabela, naquele ano, a Paraíba teve a quarta menor taxa, de 0,75, com 30 mortes em números absolutos. Em 2018, a taxa subiu para 0,83, mas não foi divulgado ranking comparativo nacional.

Veja a tabela:

Fonte: Anuário Brasileiro da Segurança Pública 2018

Um segundo ranking foi publicado no anuário, novamente com relação ao ano de 2017, referente à relação do número absoluto de policiais assassinados por estado. A Paraíba foi enquadrada na 13ª posição, com seis mortes naquele ano. Em 2018, o número caiu para cinco, mas, também nesse caso, não foi divulgado ranking nacional.

Veja a tabela:

Fonte: Anuário Brasileiro da Segurança Pública 2018

 

PortalCorreio


APP do SensocriticoPB
Google Play Store Apple App Store