Policial
PF fecha duas empresas clandestinas de segurança privada em João Pessoa e Campina Grande
A PF autuou outras oito empresas por estarem em situação clandestina por causa da falta de autorização policial para o funcionamento.

Publicado em 01/04/2019 20:09 - Atualizado em 01/04/2019 20:09

A Operação Segurança Legal III, da PF, aconteceu na sexta-feira (29), em todo o Brasil (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

A Polícia Federal fechou, na sexta-feira (29), duas empresas de segurança privada, sendo uma em João Pessoa e outra em Campina Grande, durante fiscalização em instituições que executam o serviço de vigilância. A PF autuou outras oito empresas por estarem em situação clandestina por causa da falta de autorização policial para o funcionamento.

A Operação Segurança Legal III, sob a direção da Coordenação-Geral de Controle de Segurança Privada - CGCSP/DIREX, aconteceu em todo o país.

A Polícia Federal fiscalizou empresas de vigilância em João Pessoa, Campina Grande e Patos. Elas foram identificadas como tendo atuação na segurança privada de casas noturnas, postos de combustíveis, condomínios residenciais, bares, hipermercados, lanchonetes.

A PF registrou a lavratura de autos de encerramento de atividades de segurança privada das duas empresas em João Pessoa e Campina Grande. Serão comunicados os devidos órgãos de registro e fiscais, após o devido processo administrativo, como Juntas Comerciais e Secretaria da Receita Federal sobre o encerramento delas.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Poderá haver desdobramentos dos trabalhos de fiscalização dessa Operação Segurança Legal III em outros municípios paraibanos, se houver informações que apontem para a identificação de novos estabelecimentos comerciais suspeitos de se utilizarem indevidamente de empresas de segurança privada clandestina para vigilância.

Por ClickPB


APP do SensocriticoPB
Google Play Store Apple App Store