Vacinação
Meta é vacinar um milhão de pessoas todos os dias, diz Queiroga
Novo ministro da Saúde dá primeira entrevista coletiva após ser empossado no cargo

Publicado em 24/03/2021 17:12 - Atualizado em 24/03/2021 17:12

Reprodução

O novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deu na tarde desta terça-feira (24) a primeira entrevista coletiva após ser empossado no cargo. Durante o evento, ele disse que a meta dele é, "em curto prazo", passar a vacinar um milhão de pessoas contra Covid-19 diariamente.

 

"Atualmente, vacinamos 300 mil indivíduos todos os dias, e o ministro da Saúde e o governo assumem o compromisso de, em curto prazo, aumentar em pelo menos três vezes essa velocidade de vacinação, para 1 milhão de vacinas todos os dias. Essa é uma meta plausível", afirmou. 

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

 

O cardiologista também anunciou a intenção de criar uma secretaria especial de combate à pandemia, que vai funcionar 24 horas por dia, como antecipou a âncora da CNN Daniela Lima.

 

Ele disse que irá trabalhar junto dos conselhos de medicina, enfermagem e das sociedades científicas e pediu um voto de confiança. Ele contou que foi convidado para visitar a Faculdade de Medicina da USP em São Paulo e que será recebido pela congregação dos professores. 

 

"Ser recebido pela congregação mostra definitivamente o compromisso com as práticas científicas de boa qualidade, com o investimento na pesquisa, a vacina é um exemplo", disse. 

 

Em entrevista à CNN ontem, o novo ministro disse que a missão será trazer a pasta de volta à gestão civil. “Vamos criar a ideia na população de que o ministério está trabalhando para combater a Covid-19. Vamos trazer o ministério de volta para sua gestão civil”, afirmou.

 

Mais cedo nesta quarta, o presidente Jair Bolsonaro comunicou a criação de um comitê para coordenar as ações de combate à pandemia, junto com governadores e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Essa é a primeira iniciativa federal nesse sentido, mais de um ano depois do início da pandemia. 

 

 

 

 

 

Por CNN BRASIL


APP do SensocriticoPB
Google Play Store Apple App Store