DestaquesPolítica

A dura realidade do governador da Paraiba

Nas eleições de 2018 o atual governador contava com o suporte de Ricardo Coutinho e o apoio irrestrito de Efraim Morais, Efraim Filho, Veneziano Vital do Rego, Nilda Gondim, Vitalzinho do Rego, Lígia e Damião Feliciano, Luiz Couto e o PT, Vitor Hugo de Cabedelo, Cida Ramos, Estela Bezerra, Jeová Campos, Márcia Lucena e as estruturas partidárias do PTB, do PDT, do PT e do Democratas, hoje transformado em União Brasil.

Hoje o quadro é outro, bem diferente. Os aliados de ontem estão na outra banda, trabalhando contra ele.

A luz amarela, se não foi acesa, deveria ter sido.

Mas o governador ganhou Roberto Paulino, ex-governador, ex-prefeito de Guarabira e ex-deputado. Ganhou ele e ganhou o filho dele. Isso pode ser um alento, já que em Guarabira, até então, João só contava com Célio Alves.

Falar em João, ele promete para sexta-feira o anúncio da chapa com o nome de Aguinaldo Ribeiro como candidato ao Senado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo