DestaquesParaíba

Além da vacinação irregular de crianças, 200 pessoas receberam doses vencidas da Pfizer em Lucena, afirma promotora

A promotora de Justiça Fabiana Lobo afirmou em entrevista à emissora de João PEssoa nesta quinta-feira (20) que o Ministério Público da Paraíba e o Ministério Público Federal continuam acompanhando a situação da vacinação irregular de crianças no município de Lucena. De acordo com denúncias, a Saúde do município aplicou em crianças doses destinadas a adultos.

A promotora revelou que até agora foram realizadas inspeções e também foram ouvidas dez pessoas. “Entre estas, estão mães que confirmaram a denúncia de que seus filhos tenham sido vacinados com doses para adultos, assim como, foram ouvidos os ex-secretário municipal de Saúde e a ex-coordenadora de Imunização. Ambos, em seus depoimentos, informaram que não tinham conhecimento da vacinação irregular e que só tomaram conhecimento do fato após a notícia ter se espalhado nas redes sociais”, afirmou Fabiana Lobo.

Ainda segundo a promotora, o Ministério Público também vem coletando documentos. Ela ressaltou que a Secretaria de Saúde do Estado apresentou um relatório minucioso detalhando que, através dos mapas nacionais, houve a comprovação de vacinação irregular de crianças. “Também foi constatado que mais de 200 pessoas foram vacinadas no município de Lucena com a dose expirada da vacina da Pfizer, com a validade vencida no tocante à temperatura”, revelou.

Fabiana Lobo confirmou ainda que, sendo comprovada a negligência, o Ministério Público irá à Justiça. “Diante dos elementos, ao final da instrução, havendo provas da negligência por parte de servidores públicos, por parte de gestores, o Ministério Público ingressará com as medidas judiciais cabíveis, quer na esfera cível, quer na esfera criminal”, concluiu.

 

PB Agora

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo