DestaquesPolítica

Anísio Maia diz que presidente do PT na Paraíba está apressado e já lançou três candidatos a governador da vontade dele: “precisa ser mais moderado”

O deputado estadual  Anísio Maia disse que o presidente do PT na Paraíba está apressado e já lançou três candidatos a governador da vontade dele. Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta segunda-feira (14), o parlamentar declarou que Jackson Macêdo precisa ter mais cuidado e ser mais moderado por ser presidente do partido.

Anísio Maia começou respondendo sobre o apoio do PT, que, segundo ele, continua com o governador João Azevêdo nas Eleições 2022. “Hoje prevalece a opinião do diretório regional, de que devemos continuar apoiando o governador João Azevêdo. Tem pessoas que discordam, mas não têm autoridade para falar porque a autoridade está com o diretório regional. A não ser que queiram acabar com o modo do PT atuar e volte a ser um partido tradicional ou imite outros partidos”, pontuou o deputado estadual ao Arapuan Verdade, conforme apurou o ClickPB.

Foi, então, que Anísio mencionou que “o presidente do partido [na Paraíba, Jackson Macêdo,] ele precisa tomar cuidado no que ele diz porque ele está muito apressado dando entrevistas e está mudando demais. Ele já lançou três candidatos a governador: Luciano Cartaxo, Lígia Feliciano e Veneziano. Num curto período de tempo. Precisa ter mais cuidado porque ele é o presidente do partido e precisa ser mais moderado.”

Ainda segundo Anísio Maia, o presidente do PT, Jackson Macêdo, “ele não consulta ninguém. Ele consulta um pequeno grupo na Paraíba e ele é o porta-voz desse grupo, mas não é o porta-voz do PT. Porque, na verdade, a grande maioria do PT está esperando uma decisão democrática, como é normal no partido. Existem regras. Então nós estamos vendo as regras de como vão ser escolhidos os candidatos do PT e como será a forma de participação. Então ele está lançando candidatos da vontade dele. Ele pode lançar 200. Eu quero saber se o partido segue ele ou não.”

O deputado estadual lembrou sobre maioria para a tomada de decisões no PT na Paraíba. Segundo ele, maioria “somos nós do diretório regional. No encontro estadual nós

decidimos apoiar João Azevêdo, posteriormente o diretório regional se reuniu, ratificou essa posição e, na última reunião, que o diretório ia mais uma vez ratificar, ele [Jackson Macêdo] saiu da reunião e mais alguns colegas que defendem a ideia dele para não dar quórum porque ia perder mais uma vez. Então é nessa situação que nós estamos.”

Decisão nacional do PT

Sobre o cenário nacional, Anísio Maia disse que “é lógico que na eleição nacional o partido vai acompanhar toda decisão a nível centralizado. Não tenha dúvida. Quem vai decidir isso aqui é uma pequena cúpula do partido. Agora tenha diálogo com o [diretório] local porque a cúpula pode decidir sozinha e os outros vão acompanhar. E o PT sempre fez isso. Com raras exceções isso foi quebrado e o partido se deu muito mal. Então eu pretendo que isso não se repita na Paraíba.”

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo