CulturaParaíba

Em reunião, professores da UFCG aprovam indicativo de greve para 9 de março; movimento ocorrerá em conjunto com servidores federais

Em uma assembleia geral virtual, os professores da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), por meio da Associação dos Docentes (ADUFCG), aprovaram um indicativo de greve conjunta com os servidores federais para o dia 09 de março. As principais pautas de reivindicação da categoria são a recomposição salarial de 19,99%, a revogação da Emenda Constitucional 95 (Teto dos Gastos), contra a Reforma Administrativa (PEC 32) e contra o desmonte dos serviços públicos com o retorno seguro das aulas presenciais.

Uma nova assembleia, ainda sem data definida, será realizada, cujo objetivo, de acordo com a ADUFCG, é avaliar a conjuntura política e as deliberações da categoria nas demais universidades federais e estados antes de aprovar o início dessa greve. Os servidores federais também já tinham aprovado a paralisação como uma deliberação do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e do Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate).

De acordo com a categoria, a pauta de recomposição salarial é unificada entre as categorias dos servidores federais. E pontuam que o percentual se refere as perdas acumuladas desde o início do governo Bolsonaro, de janeiro de 2019 a dezembro de 2021, conforme o Índice de Preços ao Consumidor Ampliado (IPCA/IBGE). Na próxima segunda-feira (14), às 16h, será realizada uma reunião virtual da Comissão de Mobilização da entidade para montar um calendário de atividades do âmbito da UFCG.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo