Política

Hugo Motta anuncia apoio do Republicanos à pré-candidatura de Efraim Filho ao Senado

O deputado federal Hugo Motta (Republicanos) anunciou na manhã desta sexta-feira (18) que o seu partido irá apoiar a pré-candidatura do também deputado federal Efraim Filho (União) ao Senado Federal nas Eleições deste ano. O anúncio foi realizado em um empresarial localizado no bairro dos Ipês, em João Pessoa, onde estiveram reunidos diversos políticos dos dois partidos.

“Essa opção por Efraim é por ele ser um deputado da base aliada do governador e que esteve com João Azevêdo em 2018, tem lutado constantemente na sua pré-candidatura para se viabilizar como candidato ao Senado, mostrando despreendimento e compromisso com a Paraíba. Portanto, o Republicanos entende que a melhor opção para o Senado Federal é o deputado Efraim Filho”, disse.

O pré-candidato ao Senado agradeceu o apoio do partido e enalteceu as qualidades do grupo que trabalha em conjunto pela reeleição do governador João Azevêdo (Cidadania).

Para mim, é uma grande honra e alegria e, acima de tudo, uma grande responsabilidade receber o apoio do Republicanos. Um partido que ganha força, dimensão e que, com certeza, participa das grandes decisões da política paraibana. É uma soma que traz alguém que trabalhou pela base, que ajudou a eleger João e que continua nessa caminhada. Então, a primeira palavra é de gratidão e de agradecimento por uma decisão de coragem, caráter e integridade”, afirmou Efraim.

Com o apoio do Republicanos, Efraim Filho, que já desponta em diversas pesquisas eleitorais em primeiro lugar, estabelece mais uma vantagem significativa para o próximo pleito, uma vez que o partido de Hugo Motta cresceu e está fortalecido com a vinda dos deputado federais Wilson Santiago (PTB) e Edna Henrique (PSDB) e do presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB).

Por sua vez, Efraim já conta com o apoio do senador Veneziano Vital (MDB) e do deputado federal Julian Lemos (União), que integrou-se como correligionário a partir da fusão dos antigos partidos Democratas e PSL.

Dessa forma, a nova aliança enfraquece a candidatura de possíveis adversários, como Aguinaldo Ribeiro (Progressistas) e Ricardo Coutinho (PT), e pressiona ainda mais a decisão do governador João Azevêdo para a escolha do seu candidato a senador, vaga disputada duramente por Aguinaldo.

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo