Sexta-Feira, 22 de Setembro de 2017
Publicidade
Publicidade
De: BEATO SALU Para: SITUAÇÃO - Oi pessoal, estou de volta. Queria saber em se con.. Leia + | De: Bacurau forte Para: Prefeito de Tacima - Sr. prefeito , venho de publico apelar pra sua ben.. Leia + | De: Riva Santos Para: funcionários - Parabéns a toda equipe que faz a limpeza da praça .. Leia + | De: Peritum Para: Iran Motos - Ao ler a reportagem sobre a união das oposições me.. Leia + | De: bicudo fiel Para: TACIMA - faze um fejoada com apoio da prefeitura e cobrara .. Leia + | De: oliveira Para: prefeitura de tacima - senhor prefeito mande limpar o cemiterio que esta.. Leia + | De: bicudo fiel Para: G NADA - E O G7 FICOU EM Q? EM NADA, KD LAU, JOSA BUIU E PI.. Leia + | De: morado Para: De morado do conjunto marizete Dutra - de morado do conjunto Marizete dutra ;estamos no e.. Leia + | De: Ararunense Para: População - Uma vergonha a estrada de aceso ao sitio Macapá, t.. Leia + | De: Edigley Alves Sousa Para: ANP (Agência Nacional de Petroleo) - Eu gostaria muito de saber limite é esse que a ANP.. Leia + | De: Aelson Maracaja Para: A população de Araruna - A Resolução do Conanda: 170/2014, esta resolução m.. Leia + | De: Aelson Maracaja Para: A população de Araruna - Que vergonha sabe que a Câmara Municipal de Ararun.. Leia + | De: bacurau tacimense Para: prefeito - sr pref. nao baixa a cabeca nem fique de coca pra .. Leia + | De: Ararunense comprometido com o crescimento Para: Secretaria de saude e Prefeita - Gostaria apenas de registrar a brilhante conferenc.. Leia + | De: Professora Newman Pinheiro Para: ARARUNA-PARAÍBA - Neste dia, 10 de julho de 2015, nosso Município co.. Leia + |
Postado em 12 de Julho de 2017 ás 09:04 h
Desbaratada quadrilha que emitiu mais de R$ 30 milhões em notas fiscais frias
Publicidade

Policiais, membros do Ministério Público da Paraíba e da Secretaria Estadual da Receita desarticulam nesta terça-feira (11) quadrilha de fraudadores e laranjas que nos últimos seis anos emitiram mais de R$ 30 milhões em notas fiscais frias e causaram prejuízo de R$ 8 milhões aos cofres públicos.

 

Denominada Operação Orange (laranja,em inglês), a ação de hoje é o desfecho de 16 meses de investigação que levaram à descoberta do bando que vinha atuando desde 2011, operando 13 empresas de fachada para sonegar impostos através de 22 laranjas. Estão sendo cumpridos nove mandados de prisão preventiva e 13 de busca e apreensão mediante trabalho conjunto da Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária/DCCOT, Promotoria de Justiça de Crimes Contra a Ordem Tributária-MPPB e Secretaria de Estado da Receita.

Participam da Operação 15 delegados da Polícia Civil, 55 policias civis, um promotor de Justiça e 16  auditores fiscais de tributos estaduais. Os mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão estão sendo cumpridos nas residências e escritórios dos investigados – incluindo um de Contabilidade – em João Pessoa e Bayeux.

As investigações preliminares realizadas pela Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária demonstraram que os investigados têm agido, em conjunto, usando laranjas ou testas de ferro para camuflar operações comerciais ilegais e fraudar a fiscalização tributária.

Os ilícitos pelos quais os investigados vão responder compreendem falsificação de documento público, falsidade ideológica, uso de documento falso e crimes contra a ordem tributária. Se condenados pela Justiça, podem cumprir até 22 anos de reclusão.

As autoridades envolvidas na Operação Orange concederão entrevista coletiva à imprensa às 10h no gabinete do secretário da Receita no Centro Administrativo Estadual, em Jaguaribe, João Pessoa.

  • Com informações e texto da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Receita (SES)
O que você achou desta notícia?
bom Gostei ruim Não Gostei
Gostei 0
Não Gostei 0
Por: Vando
Link:
Comentários ()