Política

Prefeito Bruno fala sobre adesões de aliados ao governador e nega contatos com Romero

Em entrevista exclusiva ao portal, o prefeito de Campina Grande Bruno Cunha Lima (PSD), que estava há alguns dias em São Paulo para acompanhar o tratamento do seu tio, que está internado com Covid-19, comentou sobre os recentes passos, onde membros do seu partido aderiram à base de sustentação do  Governo do Estado, bem como a recente entrega da liderança do seu governo na Câmara de Campina por parte do vereador Alexandre do Sindicato e de contatos com o presidente estadual da sua sigla o ex-prefeito de Campina Romero Rodrigues.

Sobre as recentes adesões da vereadora campinense Eva Gouveia, do suplente de vereador Pimentel Filho, ambos do PSD e de outros membros da sua base aliada ao governador, Bruno disse: “A política é um “organismo vivo” e alguns que estão inseridos nela buscam se “adaptar”, ou seja, quando não veem algumas de suas pretensões correspondidas, buscam essa solução em outros lugares”, comentou.

Sobre o caso da entrega da liderança da sua base na CMCG, por parte de Alexandre ele considerou normal a atitude do parlamentar. “No caso de Alexandre, não tem aproximação com governo. No início do ano, quando das definições de lideranças, a diretriz já era a de termos um líder a cada ano, proporcionando outros colegas assumirem a missão. Absolutamente normal”, afirmou.

Questionado se tem conversando com o presidente da sua sigla, Romero Rodrigues, o prefeito negou recentes contatos. “Na última semana, não. Passei 5 dias em SP acompanhando meu tio no hospital e 1 em São José dos Campos a trabalho, atendendo um convite do prefeito Felício Ramuth que é meu amigo” Finalizou

Redação

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo